Em breve motoristas de Anápolis poderão ser multados por câmeras de videomonitoramento

Segundo reportagem publicada no Blog A Linha Editorial, câmeras de videomonitoramento que flagram motoristas conduzindo veículos de forma irregular estão prontas para entrar em funcionamento.

Segundo o Blog, a informação foi passada por uma fonte da CMTT.

Os motoristas que usam o aparelho de telefone e comem enquanto dirigem, poderão ser multados. Em Goiânia onde esse tipo de fiscalização já funciona, motoristas já foram multados por estar comendo salgado enquanto dirigem.

O Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), após estudos promovidos na Câmara Temática, decidiu publicar a Resolução nº 471, de 18∕12∕13, que regulamentou a fiscalização de trânsito por intermédio de videomonitoramento. Mas um dos requisitos para que a multa seja aplicada é que toda a via tenha sido sinalizada e indicando este tipo de fiscalização. Ou seja, os anapolinos não serão pego de surpresa.

Porque os pardais estão desligados em Anápolis?

Muitos motoristas têm notado na cidade que os pardais eletrônicos não estão funcionando, muitos se perguntam qual seria o motivo.

Nós apuramos que o contrato com a empresa que prestava o serviço venceu, e um novo processo de licitação para contratação de uma nova empresa já está em curso, o prazo estipulado para a regularização deve ser em torno de 40 dias.


4 comentários em “Em breve motoristas de Anápolis poderão ser multados por câmeras de videomonitoramento

  • 6 de dezembro de 2018 em 15:12
    Permalink

    Não vemos nenhuma preocupação com segurança, saude e educação, mas formas de nos tirar dinheiro, fazem de tudo…

    Resposta
  • 6 de dezembro de 2018 em 15:58
    Permalink

    Me digam se uma câmera dessa conseguirá identificar, multar ou indicar o paradeiro de um bandido a policia… NUNCA! Pois é um sistema para punir pessoas de bem.

    Resposta
  • 7 de dezembro de 2018 em 05:54
    Permalink

    Art 5 Paragrafo X da Constituição Federal.
    X – são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;

    Resposta
    • 7 de dezembro de 2018 em 13:44
      Permalink

      Mas no uso de um automóvel, cujo o mesmo esteja obviamente em curso em via pública, alguns direitos ai tem que ser verificados com melhor adequação ao contexto, pois, se hipoteticamente numa situação em que o motorista esteja perdendo sua atenção, ao utilizar dispositivos como smartphones entre outras coisas, como comida, retirando sua atenção no transito ao ponto de colocar em risco a própria vida e de alheios, cabe sim ao sistema de segurança pública agir, mesmo que seja por meios novos de tecnologia. Logo esse Art e parágrafo da Constituição em que citou, não pode ser generalizado ou mesmo usado ao pé da letra.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *