Caiado diz que vai abrir mão do próprio salário até regularizar situação dos servidores

O motivo do atraso seria que o governo anterior, de José Eliton (PSDB), não teria empenhado os pagamentos, que totalizam R$ 1 bilhão

O governador Ronaldo Caiado (DEM) teria afirmado, na noite da última segunda-feira (8), que vai abrir mão do próprio salário até que seja regularizado o pagamento dos servidores estaduais. O valor, de R$ 25 mil mensais, seria convertido para quitar esta dívida. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do democrata.

A gestão de Caiado tem insistido na proposta de parcelamento do salário referente ao último mês de 2018. O secretário de Governo, Ernesto Roller, afirma que não há a possibilidade de pagamento de duas folhas no mesmo mês.

O motivo do atraso seria que o governo anterior, de José Eliton (PSDB), não teria empenhado os pagamentos, que totalizam R$ 1 bilhão. Além disso, o atual governo também alega ter herdado um déficit de R$ 3,4 bilhões. Na última terça-feira (220, foi decretado pelo Governo Caiado o estado de calamidade pública em Goiás, durante 180 dias. Até o final de 2019, as dívidas devem chegar a R$ 6 bilhões.

Fonte: mais Goiás

3 comentários em “Caiado diz que vai abrir mão do próprio salário até regularizar situação dos servidores

  • 29 de janeiro de 2019 em 22:13
    Permalink

    Sabiamos que iriamos erdar um estado falido, quando digo iriamos é porque participei ao lado do Caiado como candidato e, tbm sou goiano e erdo parte desta divida, que terei que pagar atraves dos imposto e ñ receberei de volta como beneficios exemplos segurança, saúde, educação etc e tal, no entender a justiça deveria investigar os ex-governadores e bloquear os seus bens, leiloandos e devolvendo o dinheiro aos cofres públicos!!

    Resposta
  • 30 de janeiro de 2019 em 12:59
    Permalink

    Votei no caiado, fui enganado porque ele não falou a verdade.
    Oque ele iria fazer ,atrasar pagamentos , fala que vai abrir mão do se salário é uma piada ,como ele dependesse desse salário.

    Resposta
  • 30 de janeiro de 2019 em 17:16
    Permalink

    Parabéns ao governador por esta atitude. Agora falta os deputados aderirem a causa e fazer o mesmo

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *